Vale-cultura

/ Novidades

“Mi-mi-mi meus jogos não são cultura, e eu não sou culto”. Texto de Roger Tavares

sobre a repercussão da exclusão dos games do Vale-cultura

Roger Tavares - Créditos_ bojoga.com.br

 Créditos da imagem: bojoga.com.br

O pesquisador Roger Tavares, doutor em Comunicação e Semiótica e estudioso da área de games, teve seu texto opinativo publicado no site de notícias do UOL criticando a política do Vale-Cultura e a maneira como o Ministério da Cultura, e até mesmo a própria sociedade e os jogadores, não tratam e não demandam os jogos eletrônicos enquanto produtos culturais. O texto traz uma abordagem diferente das críticas mais recorrentes à exclusão dos games no Vale-Cultura, pois traz para a discussão a questão da participação dos consumidores e da própria indústria desenvolvedora, emergente no país.

Quer conhecer opiniões sobre o assunto? Confira o texto neste link.

Para conhecer mais sobre o trabalho de Roger Tavares, confira o site do Gamecultura ou dê uma olhada em seu currículo lattes.

 



Rafael Raña

Comunicador, produtor cultural e jornalista, formado pela UFBA. Game Designer. Diretor de Marketing e Comercial na Virtualize Interatividade Digital.